Solução Senior está preparada para operar de acordo com o bloco K

Solução Senior está preparada para operar de acordo com o bloco K

Precisão e dinamismo no tratamento de dados dá mais segurança jurídica e financeira às indústrias e atacadistas O bloco K é uma nova forma de registro para dados que as empresas já possuíam, acrescentando informações da produção ao SPED fiscal. O que muda é a forma de apresentar e a necessidade de entregar periodicamente ao fisco suas movimentações e apurações de impostos. A novidade abrange ficha técnica, industrialização própria (manufatura/ordem de produção), terceirizações (produção externa) informações específicas, saldo de estoque (da empresa ou em terceiros), outras movimentações internas dentro da empresa, reprocessos e reparos, desmontagem e os acertos (de ordem de produção e de estoques). A nova regra passa a valer para atacadistas, indústrias e equiparadas (exemplos: de transformação, beneficiamento, montagem, acondicionamento, renovação ou importadores para revenda ou industrialização). Para empresas com faturamento acima de 78 milhões o prazo de adaptação ao bloco é até 1o de Janeiro de 2018 e, para as demais, a partir de 2019. As empresas devem fornecer dados precisos, adquirindo um sistema confiável, evitando retrabalho, insegurança jurídica e prejuízos financeiros. Por determinação de lei federal, as empresas que tiverem informações omitidas, inexatas ou incompletas poderão ser penalizadas em até 3% do valor das transações comerciais ou de suas operações financeiras, além de outras multas ou sanções estaduais, dependendo da situação. Na solução Senior as ações do bloco K estão concentradas principalmente na área de Controladoria, em que são processadas informações de contabilidade, patrimônio e tributos. Essa área faz uso das informações de outros departamentos, recebendo dados dos setores de mercado, suprimentos, finanças, estoques, custos e manufatura.